Gênese


Hipopótamos azuis dançando valsa com fadas encantadas? Feijões rosas transformando pessoas em animais? Navios gigantes voando sobre as nuvens? Centenas de mundos coloridos brilhando no céu?

Estou sonhando novamente?

Sim, finalmente estou! Meus belos sonhos subjetivos invadem meu coração. Palavras e palavras chegam em um absurdo silêncio barulhento. As borboletas resolvem voar em minha barriga.

Chegou a hora de escrever…

Chegou a hora de crescer…

Chegou a hora de viver.

“Como uma brisa suave viverei, trazendo conforto…

Revelando sentimentos… Guiado pelos meus princípios.”