Como atravessar paredes?


Olá pessoal,

Como primeiro texto trouxe “como atravessar paredes ” que fiz  faz um bom tempo. Ainda há bastante erros nele e somente o coloquei aqui para demonstrar por onde comecei a escrever, para me permitir ter a mesma sensação que senti quando o escrevi. Tirando, claro, um certo sentimento de vergonha por ler um texto tão antigo. Mas,mesmo assim, resolvi tirá-lo do baú.

Meu pensamento nesta época ainda era muito confuso, não que tenha mudado #Fato do dia .Enfim, por enquanto, aprendam a atravessar paredes! (MUITO cuidado com isso!)


Há uma maneira certa de atravessar paredes. Não se engane! É um pouco difícil. Primeiramente: olhe para ela, a toque, sinta-a. Após este breve contato sente-se diante dela e feche seus olhos; este é o ponto principal, pois terás de sentir todas as coisas ao seu redor; os sentidos terão de se reunir para formar o sexto, este sim o levará a atravessá-la. Para isso lembre-se: tudo está interligado… Você faz parte de seu mundo. A parte mais difícil é acreditar que pode atravessá-la; a mente dos humanos esqueceu desta capacidade e projetam tudo como algo material, sem a capacidade de entender que tudo é possível. Por esta razão, teremos que sobressair esta parte e ir para o caminho mais fácil do que, apenas, acreditar. E o caminho é: Limpar-se da vida. Esquecê-la por um momento; tudo se encontrar por um segundo a esmo; deixar o desalento de seu corpo se esvair. Assim você será capaz de errar o espaço, pois a eletrosfera de seu corpo não terá mais a capacidade de repelir a dos demais e você fará algo que nenhum ser humano algum fez durante sua existência material: tocar em tudo. Mas não pense que é fácil, o mínimo de atenção sobre o mundo que você acredita ser real reduzirá a capacidade de sua mente e voltará ao comum. Isto ocorrerá em um segundo qualquer, um segundo expulso do tempo. Mas saiba que é uma das melhores sensações que foi dada ao ser , cuidado para não tomá-la como um vício. Agora, como saber que você errou o espaço? Simples, pegue algo criado pelo humano…Que nunca “para” e coloque à sua frente; sim, pode ser um relógio. Olhe para ele e a seguir cumpra os passos anteriores e se, quando você voltar seus olhos ao relógio, os ponteiros não se deslocou só a uma razão para tal fato: você errou o espaço. Pronto esta foi a parte mais fácil de aprender a atravessá-la, agora virá o mais difícil: realmente atravessar. Esteja muito atento a estas palavras. Aprendemos a errar o espaço…Só que há um único problema: a partir do momento que você o errou, passou a tocar em tudo, e tudo se tornou um só, assim não se assuste se, quando você voltar, esteja do outro lado do mundo: seus átomos passaram por tudo que há abaixo de você por causa de força que o impulsiona para baixo. Com isso terei de passar a você a capacidade de levitar todos seus átomos para poder atravessá-la. Portanto preste atenção: Enquanto estiver com os olhos fechados imagine-se no local onde quer chegar, no caso: é do outro lado da parede, não deve haver mais de uma possibilidade; e sim somente uma, pois se isso ocorrer (pensar em mais de uma possibilidade) seus átomos irão se separar e irão para lugares diferentes…E provavelmente nunca mais se unirão novamente. Muito cuidado com isso: quando você imagina lugares diferentes cria diversas possibilidades de futuro e envia uma parte do seu eu para os devidos lugares, criando o que se chama de universos paralelos. E se você errar o espaço, sem querer, com diversos objetivos?Simples, seu universo desaparecerá e sua consciência será transformada em diversas outras. Por isso, REPITO: tenha um único objetivo. Pronto, ao criar uma única possibilidade, seus átomos terão um único caminho futuro. Agora como fazê-los levitar? Quando você tem seu objetivo e erra o espaço, ao errar irá sentir seus átomos se desprender um a um…Esta que é a “sensação maravilhosa”.Mas você tem que sentir mesmo para dar certo…Lembre-se de uma coisa: sua consciência permanecerá imutável, e você deverá usá-la para em outro segundo perdido…Usar os sentimentos aprendidos??? Isto é possível??? Sim, certamente. Quantas vezes, vocês não tiveram sentimentos para sair voando?? Não?? …”Que ódio… gostaria de sair voando deste lugar”; “Nossa! Estou apaixonado, poderia sair voando!!” . Este são somente dois sentimentos…e existem inúmeros! Você terá que aprender todos eles para reunir em uma só consciência e poder, assim, repassar para todos os seus átomos a sensação de voar…eles levitarão. Pronto: errou o espaço, seus átomos se desprenderão e estão levitando com um objetivo futuro. Num outro segundo solto, eles caminharão para seu objetivo, afinal, eles não precisão de algo em que se apoiar e irão atravessar a parede, pois cada ser precisa de seu objetivo para viver. Agora, finalmente, pode abrir os olhos e veja: você está do outro lado de sua parede. Aproveite e olhe sua vida com mais significado. Afinal, você atravessou uma parede.


Anúncios